X E-TENSE: O sonho da DS para 2035

Os profissionais da DS foram desafiados a dar vida ao que é o seu sonho de carro do futuro. Imaginar um carro de sonho para 2035 levou-os a criar um conceito assimétrico de três lugares com base numa junção de dois veículos num só, que permite aos proprietários escolher o modo de condução que se ajusta às suas necessidades do momento.

Graças às cortinas de luz DS LIGHT VEIL, a intensidade da iluminação ajusta-se em função das necessidades dos ocupantes, do veículo e do seu ambiente em redor.

Os designers procuraram combinar as vantagens da tecnologia com uma boa dose de criatividade, dando resposta aos clientes que procuram o luxo francês daqui a 18 anos, por mais diferentes que sejam as suas necessidades.

O acesso ao habitáculo é feito através de uma porta Elytre revestida numa malha em fibra de carbono e cabedal.

O volante, além de manter o essencial do simbolismo da paixão automóvel, é uma combinação de cabedal, madeira e metal, e incorpora sensores capacitivos para monitorizar o esforço do condutor. O cabedal em dois tons, Azul Millennium e Azul Navy, tem o tradicional acabamento da DS com um padrão de costuras de efeito pérola.

A arquitetura assimétrica do DS X E-TENSE oferece ambientes diferentes à esquerda e à direita do habitáculo. Ao aceder ao mesmo através da porta ‘asa de gaivota’, o condutor, sozinho ou acompanhado, torna-se num passageiro. Esta configuração assimétrica liberta uma dimensão de espaço sob o tejadilho em vidro transparente, com o passageiro envolto numa cápsula e sentado num banco com ventilação e massagem, que se alonga para trás como a asa aberta de um pássaro e que apresenta um motivo de asa em forma de estrela na parte superior das costas.

Viajar com o modo autónomo ativado representa uma experiência que pretende fomentar outros sentidos para além do toque, incluindo o prazer de desfrutar da plataforma do sistema de alta-fidelidade que constitui o ‘tablier’.

O piso em vidro transparente eletrocromático permite ver a estrada a passar por baixo do carro

Os passageiros gozam de um ambiente calmo e protetor, incluindo ar filtrado e perfumado, o que contribui para o requinte exclusivo que se dá quando o ocupante passa a condutor ou, em alternativa, pelo próprio carro em modo autónomo. Um banco adicional possibilita viagens a três.

Além da conectividade com o mundo exterior, um assistente pessoal designado IRIS assume a forma de um holograma e comanda as funções do veículo.

Localizados entre as rodas dianteiras, os dois motores eleitos como força motriz para a locomoção 100% elétrica do DS X E-TENSE proporcionam uma potência máxima muito próxima dos 400 kW (540 cavalos), um valor que sobe para 1.000 kW (1.360 cavalos) em modo ‘circuito’.

O chassis em fibra de carbono assenta em molas e barras de torção, enquanto a tração, aderência e desaceleração são controladas por um sistema concebido para otimizar a performance, qualquer que seja o piso.

 

Siga o Volante no Instagram 

Siga o Volante no Facebook 

 

 


 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *