Kia Stonic à venda a partir de 13.400 euros

A Kia aposta no novo Stonic para entrar no segmento B-SUV. Este modelo é muito importante para a marca conseguir realizar elevados volumes de vendas. Se o lançamento do Stinger está focado em contribuir para mostrar ao mercado que a Kia também sabe produzir automóveis com cariz mais desportivo, o Stonic tem forte ambição comercial.

Os B-SUV são atualmente responsáveis por 1,1 milhões das vendas anuais de automóveis novos na Europa (o que corresponde a cerca de 7% do mercado), prevendo-se que ultrapasse os 2 milhões anuais em 2020.

As dimensões contidas e o centro de gravidade baixo permitem uma carroçaria elegante. As dimensões do carro? Com overhangs curtos à frente e atrás (830 mm e 730 mm, respetivamente), combinados com um capô comprido e uma linha de tejadilho baixa (1520 mm de altura), o espaço de carga é de 352 litros (VDA) com uma bagageira de dois níveis, que permite aumentar ou diminuir o espaço e criar um piso plano com os bancos traseiros rebatidos. Com o piso da bagageira na posição subida, o condutor pode usufruir de uma zona reservada sob o mesmo, para manter os objetos de valor protegidos de olhares indescretos.

A escolha Stonic no nosso país assenta em quatro níveis de equipamento. O grande ecrã tátil de 7,0 polegadas, localizado no centro do tablier, dá acesso a múltiplas funções de comando no Stonic. O sistema vem preparado de série para o Apple CarPlay (iPhone 5 ou mais recente) e o Android Auto (Android 5.0 Lollipop ou mais recente), oferecendo acesso às funcionalidades de um smartphone e permitindo aos utilizadores aceder às respetivas aplicações e às funções de navegação do Apple Maps ou Google Maps, bem como reproduzir ficheiros de música em viagem. O utilizador pode contar ainda com comandos táteis e por voz “Siri” ou “OK Google”, bem como sistema de navegação (consoante versão). A porta USB na parte dianteira do habitáculo permite aos utilizadores ligar fisicamente e carregar dispositivos móveis. Quando equipado com o sistema de navegação por satélite, o Stonic é fornecido com os Kia Connected Services, desenvolvidos pela TomTom com atualizações de trânsito em tempo real.

 

Consoante a versão encontramos o sistema áudio com seis altifalantes; cruise control automático; espelho retrovisor antibrilho elétrico; smart key com botão de ligar/desligar o motor; câmara de auxílio ao estacionamento; ar condicionado totalmente automático; limpa para-brisas com sensor de chuva e iluminação automática com Assistente de Máximos.

O Kia Stonic acaba de chegar a Portugal, estando presente com um total de oito versões, repartidas por três motorizações e quatro níveis de equipamento. Com preços entre 13 400 e 23 000 euros

Segurança: tecnologias de assistência à condução

O Stonic está disponível com vários dispositivos de segurança e conforto de assistência ao condutor.  Assistência à prevenção de colisão frontal com reconhecimento de peões; sistema de deteção do ângulo morto com alerta de perigo de colisão à retaguarda e sistema de aviso de saída da faixa de rodagem. O sistema de assistência à manutenção na faixa de rodagem estará disponível para os clientes que adquirirem um Stonic a partir de meados de 2018. O Stonic conta também com o opcional aviso de atenção do condutor, que alerta o condutor quando este dá mostras de falta de atenção ou sonolência.

Motor de três cilindros 1.0 T-GDI turbo em destaque 

O Stonic está equipado com o motor 1.0 T-GDI (turbo com injeção direta de gasolina). Este motor de três cilindros turbo promete economia e uma peformance interessante. De construção leve, oferece uma potência máxima de 120 CV às 6000 rpm e um binário de 172 Nm entre as 1500 e as 4000 rpm. A partir de meados de 2018, estará também disponível uma versão de 100 CV.

Comparativamente com modelos anteriores equipados com o motor T-GDI de 1,0 litros, os motores do Stonic estão equipados com um novo sistema de refrigeração bipartida para o bloco e para as cabeças dos cilindros, assim como uma nova bomba de óleo de alta pressão de dois estágios. Ambas as versões do T-GDI mantêm um coletor de escape integrado, um atuador eletrónico da válvula de descarga (wastegate) e um turbo single-scroll (entrada única) de modo a maximizar a eficiência e a proporcionar um desempenho em estrada mais agradável. O modelo de 120 CV, de acordo com a marca, é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 10,3 segundos para um consumo misto de 5,0 l/100 km. As emissões de CO2 são de 115 g/km (combinado, NEDC).

Está também disponível desde o lançamento um outro motor a gasolina, aspirado e com injeção multiponto (MPI), com 1,25 litros, 84 CV e 122 Nm de binário, emitindo 118 g/km de CO2 (combinado, NEDC).

O motor diesel disponível desde já na gama Stonic é o 1,6 litros, com 110 CV de potência, 260 Nm de binário, emissões de 109 g/km e consumo oficial combinado de 4,2 l/100 km. Todos os motores surgem acoplados a uma caixa de velocidades manual, concebida para melhorar a suavidade das passagens. As caixas de seis relações são a norma em toda a gama, com execeção do motor MPI de 1,25 litros, que é dotado de uma unidade de 5 velocidades

Produto de uma colaboração estreita entre os gabinetes de design da Kia na Europa e na Coreia, o Stonic é produzido na fábrica da marca em Sohari (Coreia). Este novo modelo usufrui da garantia de 7 anos ou 150 000 km. O Kia Stonic acaba de chegar a Portugal, estando presente com um total de oito versões, repartidas por três motorizações e quatro níveis de equipamento. Com preços entre 13 400 e 23 000 euros.

Siga o Digital Motores no Instagram

Acompanhe o Digital Motores no Facebook

Para conferir a totalidade dos preços da gama Kia utilize a pesquisa de automóveis novos do Digital Motores

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *