Seat Leon Cristobal antecipa o futuro da segurança automóvel

O condutor tem de ter o cinto de segurança colocado senão, o automóvel não arranca. Se tiver a tentação de atender o telefone ao volante, o veículo alerta-o e lerá diretamente as mensagens por si. Se for o seu filho a querer utilizar o carro, poderá limitar remotamente a velocidade máxima e receber uma mensagem se houver excesso de velocidade. Estas são algumas das novidades reveladas pela marca espanhola durante  Smart City Expo, em Barcelona.

O engenheiro que integrou a equipa de criação dos novos sistemas, Stefan Ilijevic, responsável pelo Pré-desenvolvimento, Patentes e Inovação da Seat, descreve com maior detalhe cada uma das inovações.

Se o seu filho acusar álcool o Cristobal não arranca

Com o assistente ‘Mentor’, os pais podem “limitar a área na qual o veículo poderá circular, a velocidade e é até possível programar o veículo para que não possa arrancar no caso de resultado positivo no teste de alcoolemia”, explica Ilijevic.

Caixa negra tipo avião para o automóvel

Sempre que o veículo deteta uma desaceleração brusca, uma câmara frontal grava os últimos 10 segundos de condução e registam-se os indicadores de velocidade, aceleração e de travagem. Este vídeo é enviado diretamente para o telefone do condutor que, em caso de acidente, terá provas que poderão ajudar a esclarecer as circunstâncias do acontecimento.

Retrovisor ‘mágico’

Graças ao sistema ‘Display Mirror’, com um toque no retrovisor interior, o condutor pode ativar uma câmara que permite visualizar o que se passa na zona posterior do veículo, eliminando assim possíveis ângulos mortos.

Sistema anti-sms ao volante

Cerca de “36% dos acidentes rodoviários têm origem em distrações, e a mais comum está relacionada com o uso de telemóvel”, esclarece Stefan.  Com o sistema ‘Eyes Track’, o automóvel percebe quando o condutor desvia o olhar da estrada e, ao detetá-lo, uma voz lê as mensagens do telemóvel enquanto um sistema de mensagens pré-configuradas permite emitir a resposta com um simples gesto.

À prova de esquecimentos

Ao desligar-se o motor do veículo, é enviada uma mensagem que recorda a presença de passageiros nos bancos posteriores, sejam crianças ou animais. Se o veículo for fechado com algum dos passageiros no interior, o próprio automóvel regula a temperatura interior, enviando, de novo, uma mensagem de aviso ao condutor. Se mesmo assim não houver resposta, é ativado o alarme do veículo.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *