Os 50 anos do Citroën Méhari em imagens

Numa altura em que a geração mais jovem lutava nas ruas de Paris, em busca de mais liberdade, sob o célebre lema “Debaixo da calçada, a praia” (“Sous les pavés la plage”, no original), a Citroën desvendava, a 11 de maio de 1968, um modelo à frente do seu tempo: o Méhari.

Para assinalar o aniversário, a Citroën convidou o criador Jean-Charles de Castelbajac a desenhar um “Art Car” E-MEHARI exclusivo.

O mês de maio de 1968 marca o nascimento do Méhari e, também, o arranque da atividade daquele criador, pertencente a uma geração que calcorreava as ruas de Paris.

Para assinalar a data, a marca francesa convidou Charles de Castelbajac para criar um “Art Car” único, Castelbajac tornou o novo Citroën E-MEHARI num símbolo da arte de viver “Made in France”, numa proposta otimista e pop, revelando traços de uma criatividade sem limites. Porque aqui é proibido proibir, o “Art Car E-MEHARI” desperta os espíritos criativos e mostra as duas razões de existir para Castelbajac : a arte e a moda.

O Citroën Méhari foi produzido ao longo de 19 anos, em cerca de 145.000 exemplares, até 1987.

O Citroën Méhari viria mesmo a tornar-se num fenómeno da sociedade ao longo dos anos, graças, por exemplo, a uma carreira cinematográfica, estreada na série “Le Gendarme de Saint-Tropez”, com Louis de Funès como protagonista, sendo a sua presença visível também em diferentes rali-raids, incluindo o Liège-Dakar-Liège de 1969, o Paris-Kaboul-Paris de 1970 ou ainda o Paris-Dakar de 1980.

Foi neste ano que a Citroën desvendou o E-MEHARI, uma proposta irreverente, que pisca o olho ao Mehari de 1968, mas que é um descapotável de 4 lugares, 100% elétrico.

 

D.R. Astuce Productions

O E-MEHARI confirma a vontade do fabricante em disponibilizar viaturas diferentes, tecnológicas. As baterias LMP (Polímeros Metálicos de Lítio) fornecidas pelo Grupo Bolloré, que equipam este descapotável elétrico, são produzidas em Quimper, na Bretanha, sendo a viatura montada em Rennes.

Em janeiro de 2018, dando continuidade à Edição Limitada “Styled by Courrèges”, e em complemento ao Soft Top (capota de lona), o Citroën E-MEHARI adota um Hard Top (capota rigida) associada a janelas laterais e a uma janela de abertura posterior, tornando-se numa berlina que pode ser utilizada 365 dias por ano.

O seu novo painel de instrumentos, com a mesma cor da carroçaria, e os seus novos bancos dão-lhe um visual mais moderno, enquanto o acesso Easy Entry facilita o acesso aos lugares traseiros. O novo Citroën E-MEHARI conta ainda com um sistema áudio Bluetooth Parrot e de fecho centralizado de portas.

A CRONOLOGIA MÉHARI

– 11 de Maio de 1968: lançamento do Méhari no Campo de Golfe de Deauville.

– Outubro de 1968: estreia pública no Salão Automóvel de Paris, Porte de Versailles.

– 1969: participação do Méhari em diferentes rali-raids, incluindo o Liège-Dakar-Liège.
– Fevereiro de 1972: desvendadas as versões militares e policiais do Méhari.

– Verão de 1978: estreia no cinema, na saga de filmes “Les Gendarmes”, com Louis de Funès como protagonista.

– Maio 1979: nascimento da versão 4×4, que parte à conquista do Rali Paris-Dakar

– 1980: 10 veículos Méhari faziam parte da assistência do Paris-Dakar.

– Abril de 1981: o exército homologou o modelo Citroën Méhari 4×4 como um veículo militar ligeiro todo o terreno.

– 1983: surge a série limitada “Azur” (700 exemplares), bem como a série “Plage”, destinada aos mercados da Península Ibérica.

– 1987: termina a produção do Méhari, depois de 19 anos de existência e cerca de 145.000 exemplares vendidos.

– Final de 2015: quase 30 anos depois, a Citroën desvenda o E-MEHARI, digno herdeiro 100% elétrico do Méhari de 1968.

– Setembro de 2017: lançamento da edição limitada (61 exemplares) do Citroën E-MEHARI “Styled by Courrèges”, homenagem ao ano de criação desta Maison de Couture francesa (1961).

– Janeiro de 2018: a Citroën lança o novo E-MEHARI, proposta que beneficia de evoluções técnicas, um novo design de interiores e uma versão HARD TOP, permitindo transformar o descapotável elétrico de 4 lugares numa berlina.

– Maio de 2018: 50 anos após o surgimento do Méhari, a Citroën apresenta o “Art Car” E-MEHARI, uma obra de arte única, colorida e otimista, nascida da criatividade de Jean-Charles de Castelbajac.

Entre os passados dias 5 e 8 de maio, o Méhari Club de France organizou um encontro nacional em Amboise, para celebrar o 50º aniversário do modelo, ali reunindo cerca de 280 viaturas e 600 colecionadores.

Siga o Volante no Instagram 

Siga o Volante no Facebook 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *