Dacia Duster: Fórmula melhorada

O novo Duster chega ao mercado nacional no final deste mês. Com ele trás muitas novidades, mas mantém uma coisa: o preço imbatível. Todos os pormenores em seguida…

“More Duster than ever”. É assim que a Dacia apresenta a nova geração do Duster, disponível em Portugal a partir de 29 de junho.

Os preços começam nos 14.900€, para a versão de entrada. Um modelo que chega agora ao mercado nacional seis meses após o seu lançamento internacional, fruto de a legislação das portagens portuguesas ter obrigado a marca a introduzir um amortecedor específico, que lhe retira 2 cm em altura face ao modelo original. Uma alteração que desta forma torna o Duster 4X2 num puro veículo de classe 1, ou seja, com ou sem via verde.

Exterior

O novo Duster é agora 25 mm mais comprido, 10 mm mais alto e 18 mm mais estreito que a geração anterior, que o coloca com 4,34m de comprimento; 1,80m de largura; 2,67m de distância entre eixos; 1,69m (4X2) e 1,68m (4X4) de altura; 210 mm (4X4) e 186 mm (4X2) de altura ao solo.

O exterior apresenta-se bastante renovado, com detalhes e alterações que refrescaram o seu aspeto: faróis colocados nas extremidades da carroçaria e com a nova assinatura luminosa, que inclui faróis diurnos com LED, em três segmentos na dianteira e em quatro quadrados vermelhos na traseira; grelha alargada; capot mais horizontal; cintura de carroçaria mais alta; novas proteções na dianteira e traseira de maiores dimensões; pára-brisas mais inclinado e com uma base avançada em 100 mm; novas barras de tejadilho em alumínio; novas jantes de 17 polegadas. No conjunto, o modelo apresenta maiores traços de modernidade, que gera gosto ao olhar.

Interior

O interior segue a tendência do exterior, com a marca a empreender esforços para um produto final totalmente renovado. O habitáculo é agora revestido por materiais de maior qualidade, algo que se nota desde o primeiro momento.

Entre as novidades contam-se: estofos de malha 3D em relevo, com pespontos; volante, agora multifunções, regulável em altura e profundidade; bancos reguláveis ( o do condutor com apoio de braço e regulação até 60 mm em altura); painel de bordo; manómetros redesenhados; puxadores e apoios de braços integrados nos painéis das portas; alavanca de velocidades mais curta e reposicionada; ar condicionado automático, uma novidade na gama Dacia, e as teclas em piano.

O porta-bagagens disponibiliza 478 litros na versão 4×2 e 467 litros na versão 4×4. Com os bancos traseiros rebatidos esta estende-se aos 1.623 litros.

A insonorização foi melhorada com o aumento entre 20 a 50 por cento das superfícies de absorção no habitáculo e na zona do motor, bem como à aposta num vidro dianteiro com 0,35 milímetros de espessura. 

Sistemas de assistência à condução

É um capítulo em que o Duster se reforçou bastante. A começar pela nova direção assistida elétrica, bastante mais leve. Por outro lado, o Driving Eco2 dispõe de uma função eco-coaching para poupar combustível. Entre as novidades encontram-se também o alerta de ângulo morto, sistema de ativação automática das luzes, cartão mãos-livres e, o principal, a câmara multivistas, uma estreia absoluta na Dacia e em modelos do Grupo Renault. Falamos de quatro câmaras – uma frontal, duas laterais e uma instalada na traseira – que proporcionam uma visão 360º. Estas ativam-se automaticamente com a marcha-atrás ou ao engrenar rapidamente uma relação para a frente e o condutor pode selecionar qual a câmara que pretende visionar através do ecrã MediaNav Evolution, agora colocado numa posição mais elevada, que facilita a sua leitura. Há ainda o botão MCV que permite ligar e desligar manualmente a câmara multivistas. Esta funciona até um máximo de 20 km/h. Para a versão 4X4, há ainda que contar com Hill Start Assist, Hill Descent Control, uma bússola e informações em tempo real sobre os diversos ângulos de inclinação do automóvel.

Motorizações e versões disponíveis

O novo Dacia Duster surge com o bloco a gasolina 1.2 TCe de 125 CV (apenas nas versões 4X2), associado a uma caixa manual de seis velocidades. Já a Diesel a opção recai no motor 1.5 dCi de 110 CV, disponível nas versões 4X2 e 4X4, e sempre associado a uma caixa  manual de 6 velocidades. Ainda este ano estará disponível a versão Gasolina-GPL, com um bloco 1.6 SCe de 115 CV (versão 4X2).

Os níveis de equipamento são três: Essential, Comfort e Prestige. Os modelos a diesel estão disponíveis apenas com os dois últimos níveis se equipamento.

Os preços variam entre os 14.900€ da versão de entrada, 1.2 TCe com 125 CV 4X2 Essential, até aos 23.900€ da proposta de topo, 1.5 dCi com 120 CV 4X4 Prestige.

Texto: André Duarte (andreduarte.vt@gmail.com)

Fotos: Paulo Calisto/Dacia/D.R.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *