Ao volante do novo Mini Cooper SD Countryman

Conduzimos o Mini Cooper SD Countryman 2.0 com 190 CV de potência. Em relação ao seu antecessor temos mais tecnologia, motores melhorados, e um hibrido plug-in que alia um motor a gasolina de 3 cilindros e 136 CV, colocado na dianteira, com um motor elétrico de 88 CV de potência.

O novo Mini Countryman foi oficialmente revelada no Salão de Los Angeles, em novembro de 2016. Este é um modelo totalmente novo. O ADN, imagem, feeling de condução, são Mini, sem dúvida, mas as novidades são muitas! É importante referir que é o maior Mini que alguma vez foi concebido. Senão repare, é 200 milímetros mais comprido, 30 mm mais largo colocando-o ali a meio caminho entre o Audi Q2 e Q3. É verdade que é um modelo do segmento C, no entanto, quando passamos de um Volkswagen Golf ou de um Peugeot 308 para um Countryman irá verificar que – apesar de integrados no mesmo segmento – são carros com filosofias e, acima de tudo, um comportamento dinâmico bem distinto. Comparando com o Mini Countryman da primeira geração a distância de eixos é agora superior 75mm, permitindo mais espaço para os passageiros. Quando nos sentamos nos lugares traseiros ficamos impressionados com o espaço disponível no interior do habitáculo. A outra melhoria significativa e bem visível é o aumento da capacidade da bagageira que é agora de 450 litros (1.309 litros com os assentos rebatidos). Recordo uma viagem no anterior Countryman, até ao Algarve, com o carro cheio que nem um ovo. Mais 220 litros de capacidade na mala fazem toda a diferença!

Conduzimos o Mini Cooper SD Countryman 2.0 litros com 190 CV de potência. Em relação ao seu antecessor temos mais tecnologia, motores melhorados, e, brevemente um novo modelo hibrido plug-in que alia um motor a gasolina de 3 cilindros e 136 CV colocado na dianteira, com um motor elétrico de 88 CV de potência.

Segunda geração Countryman

Quando olhamos percebemos imediatamente que estamos na presença de um Mini com espirito de aventura! A aparência é robusta, revela bom gosto na escolha dos materiais que encontramos no interior do habitáculo. A linha de cintura é alta, as proteções plásticas das cavas das rodas e as grelhas especificas acentuam a vocação off-road. A frente é poderosa, os faróis redondos de LED, a enorme grelha frontal. A personalização Mini sempre marcou pontos com detalhes que as outras marcas também disponibilizam, mas que aqui brilham de forma bem diferente.  A pintura azul metalizada (528,48 euros), as jantes de liga leve de 19 polegadas (JLL Edged Spoke 225/45R custam mais 447,15 euros) o tejadilho branco com as barras em alumínio (de série) também contribuem para uma imagem geral apelativa. Neste caso estamos descansados pois temos pneus runflat (opcionais) que permite continuar a conduzir com o pneu vazio a velocidades até 80 km/h.

Impressões de condução

Ao volante do Mini Countryman são notórias as diferenças em relação ao modelo anterior. Apesar do peso bruto próximo das duas toneladas não perdeu a agilidade em estrada, por outro lado, ganhou um “rolar” mais homogéneo. Ao colocar o SD Countryman no modo Sport aceleramos e o “Power” está lá! O controlo dinâmico do amortecimento que permite escolher entre o modo Normal, Eco ou Sport vale bem a pena, custa 406.50 euros. A adrenalina de conduzir um Mini está presente. A diferença está na conceção estética, no pack aerodinâmico. O spoiler traseiro custa 162.60 euros. Uma coisa é certa, agora é mais difícil entrar em subviragem ou sobreviragem. Consegui médias de consumo de 8 litros, sem abusar muito. Com o “pé pesado” atingimos facilmente a fasquia dos 9 litros de média.

No interior, compartilha muitos elementos com o Mini hatchback, incluindo o famoso ecrã redondo, os manómetros, a caixa de velocidades, neste caso uma unidade automática de 8 velocidades. O kit de segurança inclui aviso de colisão e travagem de emergência, cruise control adaptativo, aviso deteção da aproximação de pessoas e câmara de visão traseira (284.55 euros).

O Mini Countryman está à venda com uma gama que começa no Cooper de 1.5 litros e 3 cilindros com 136 CV (a partir de 30.250 euros), depois o mais enérgico Cooper S de 4 cilindros e 2.0 litros de 192 CV (36.400 euros). O John Cooper Works ALL4 tem o motor 2.0 de 231 CV a partir de 42.900 euros. No caso das versões diesel, o acesso à gama faz-se através do Cooper D de 2.0 litros com 150 CV de potência (32.950 euros), seguindo-se o “nosso” Cooper SD com 190 CV a partir de 39 500 euros. No caso do Cooper SD azul que vê nas fotografias o preço a pagar é de 48.061 euros pois temos de acrescentar 5.707,30 euros de equipamento opcional.

Novidades Countryman para o Verão

 A escolha de versões do novo Mini Countryman será ampliada a partir de julho de 2017 com a adição de dois novos motores a gasolina e diesel. São blocos 1.5 litros de três cilindros. Pertencem à geração mais recente de motores do BMW Group, propulsores TwinPower Turbo mais leves e eficientes. O motor a gasolina combina turbo alimentação e injeção direta com uma potência de pico de 102 CV e um binário máximo de 180 Newton metros entre 1 250 e 3 800 rpm. O Mini One D Countryman com o motor diesel de 3 cilindros indica uma potência máxima de 85 kW / 116 CV, enquanto o binário máximo de 270 Newton está disponível entre as 1 750 e 2 250 rpm. Resumindo, a partir de julho o Countryman terá a opção de escolha de três motores a gasolina e três motores diesel (mais o plug-in).

Também nas áreas do design, funcionalidades e entretenimento a marca promete novidades com um cockpit revisto, um novo design noturno e um display de nível de combustível que oferece maior precisão. A operação dos modos de condução Mini e Mini Head-Up-Display também será adaptada. Por outro lado, a partir de meados do verão todos os carros terão atualizações associadas ao Apple CarPlay em termos de conectividade e info-entretenimento.

Para configurar o Countryman clicar aqui

Texto: L.Cáceres Monteiro

Siga o Digital Motores no Instagram

Acompanhe o Digital Motores no Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *